Saturday, 5 May 2007

Aflição

Dei comigo a correr
Sem compreender porquê,
Num caminho a descer
Semelhante a um vê.

Corria o mais que podia,
Com um empenho enorme,
Mas de nada me valia,
Mesmo usando uniforme!

Quando olhei para trás,
Nem queria acreditar,
Vinha a todo o gás,
Um homem a praguejar.

Corria atrás de mim,
Em grande velocidade,
Pensei que era o meu fim,
Apesar da pouca idade.

Fiz um grande esforço
Para o reconhecer,
Quase caía num poço,
O que me fez estremecer.

Tentei mudar de direcção
Para enganar o sujeito,
De nada valeu a acção,
Eu estava mesmo feito!

Sufocava-me a aflição!
As pernas ficavam presas,
Não obedeciam à razão,
Eu estava sem defesas!

Então... acordei de repente!
Não passava de um sonho!
Latejava-me a mente!
A medo… abri só um olho!

34 comments:

david santos said...

Olá, António.
Seu trabalho está óptimo e o blog é muito bonito. Agora é continuar.
Abraços.

Girassol said...

Um sonho que mais parecia um pesadelo! =)
Parabéns pelo trabalho, como disse o David, agora é continuar.

Beijos, e obrigado pela visita.

sonhadora said...

Bom fim de semana.
Beijinhos embrulhados em abraços

António Castro said...

Olá!

Serjones said...

Cara, eu sonho direto com perseguições! Será que é algum trauma de infância? hahaha

Bichodeconta said...

Olá António, que bonito o que escreve, como quem dá á luz, assim nasceu seu poema.. Continue escrevendo.. Pode até ser só prá gaveta!! Eu própria escrevo prá gaveta, escrevo para mim, mas é bom deitar cá para fora o que nos vai na alma.. E pelos vistos a sua alma está cheia de coisas lindas..Deixo um abraço e deixo a promessa de que voltarei...

Bichodeconta said...

E eu em busca de mais... Força amigo.. Cá para fora essas emoções.. Um abraço e o desejo de uma óptima semana.

Bichodeconta said...

Então? estamos á espera de mais. Força...

Bichodeconta said...

Vinha rolando por ai , de blog em blog, de cantinho em cantinho.. Ora andando ora deslizando quando mais assustada eu feito bichodeconta.. Que anda a fazer' Não vale escrever para a gaveta, é demais o seu talento para não ser partilhado.. Claro se essa for a sua vontade, assim será, mas tenho pena, gostei muito do que escreve.. Não deixe adormecer em si o poeta que está tão evidente em cada palavra, em cada frase.. Deixo um abraço, deixo também a certeza de voltar...

Bichodeconta said...

UM MIMO"
foi.me deixado este desafio pela mariafaia do querubimPeregrino E GOSTARIA DE LHE DAR SEGUIMENTO.Para isso escolhi os lugares onde paro e me delicio.. Claro que há outros, dai a injustiça, mas ... Deixo um abraço e deixo o desejo de boa semana..E aqui é indiscutivelmente um lugar de eleição.. Gosto muito de te visitar, desculpa se hoje não o tinha feito ainda. Um abraço, Ell

david santos said...

António, o meu amigo tem que fazer mais visitas. O seu trabalho merece ser vistopor muitas mais pessoas.
Tem que mostrar o seu trabalho, homem.
Parabéns.

Nilza said...

Olá..Antonio!

Adorei seu poema-relato. Um sonho é sempre um sonho, mas abrir um olho só o que há de ser?? rsrsrs

beijos e gostei daqui

Bichodeconta said...

VENHO DEIXAR UM ABRAÇO, E SOBRETUDO VINHA VER SE JÁ TINHA GANHO CORAGEM PARA NOS DELICIAR COM MAIS UM POEMA..

david santos said...

Olá, António. O seu blogue já está a merecer outro poema, então!?
Vanos a isso!
Folhas de papel A4 em branco é que não dá...
Fico à espera...

Abraços

Bichodeconta said...

Como gostaria de encontrar aqui algo de novo, tanto mais que reconheço que há ai uma capacidade reprimida.. Escreva amigo, escreva e volte a escrever. Pelo que vi quando escreve fá-lo com a alma e isso é meio caminho andado.. Nós precisamos do seu talento... Um abraço, Ell

david santos said...

Já vai de férias? Diga-me! Ainda quero passar por aí.
Abraços.

david santos said...

Então! Já acabaram as férias?
Abraços.

Bichodeconta said...

E eu aqui, de novo em busca de algo que o seu talento nos tivesse deixado.. Voltarei.Um abraço, ell

david santos said...

I go to be with the Greek people, and you?

Entre linhas... said...

O teu trabalho é exemplar digno de mais audiências,para alguém que se inicia no mundo da poesia e´tá espectacular o seu trabalho.
Força e continuação...
Bjs Zita

Naty said...

Olá bonito blog.parabens voltarei
bjs naty

Sara said...

Gostei

SILÊNCIO CULPADO said...

O sono é um estado em que se flutua e onde por vezes a mente procura nas zonas de penumbra exorcizar os seus medos. Lembro-me de sonhar muitas vezes com um exame difícil a que felizmente passei. No sonho eu não tinha conseguido. Nós transportamos um conjunto de medos e frustrações de que não nos apercebemos. O sonho e o poema são uma boa terapia.
Este espaço é muito agradável e virei mais vezes.

Poemas e Cotidiano said...

Antonio,
Ha sonhos que a gente tem aquela vontade imensa de acordar logo, nao eh? Esse foi um deles.
Bjs
MARY

david santos said...

Olá, António!
Deixe também um abraço do "antoniocastro".

Ah,faça mais publicações.
Estou à espera.

Bichodeconta said...

Passo e volto a passar na esperança de que já nos ternha presenteado com mais algum dos seus magnificos poemas.. vou voltar navamente.um abraço, ell

Paulo Sempre said...

Há poemas cheios de pessoas, logo com "rosto" humano. Por isso, os poemas nos desassossegam....
Abraço
Paulo

Lapa said...

Bonito blogue. Um profile parecido com o meu.

Carreira said...

Muito bom aquilo que pude sorver neste seu espaço dedicado à poesia.
parabéns!
Cumprimentos,
José Carreira

Carreira said...

Muito bom aquilo que pude sorver neste seu espaço dedicado à poesia.
parabéns!
Cumprimentos,
José Carreira

Bichodeconta said...

Aqui estou eu á procura de mais um dos seus magnificos poemas .deixo um abraço, deixo também a promessa de voltar e deixo se aceitar o desejo de que aqui possa encontrar de novo o que faz tão bem... Escrever.. Voltarei, ell

Whispers in night said...

Wow!
isso nao e sonho isso e um pesadelo gostei tens um jeito muito bonito de escrever quadras meus sinceros parabens.
beijos em teu coracao
whispers

Linda Simões said...

Olá António!

Que vc tbém tenha uma uma ótima semana!

Muita PAZ.

Um abraço

Linda Simões said...

Olá António!!

É verdade...o tempo fica mais bonito em frente ao mar,à natureza...E ficamos mais leves.

Que tu também fiques leve,feliz em frente ao mar.Cheio de vida e Paz.


Um abraço carinhoso.